sábado, 5 de setembro de 2015

Finalmente em palavras

Desapontamentos e
Desencontros,
Noites de monstros e tormenta
Em que o peito bate em descompasso
A um passo do abismo da loucura,
Na abstinência de ternura.
Solidão soturna invade o âmago da alma.

"Calma"...
Já não sei o que é.


Jejels, 03/09/2015.

Nenhum comentário: