segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Desassossego

A canção à distância
De alma assim romântica
Ecoa em meus pensamentos,
Em meu coração, por alento.

Busco teus olhos, tuas cores, tua voz
Todas as manhãs nubladas de tua ausência.
Busco a luz, a alegria, a fluência
Para fugir de minha própria mente atroz.

Pois o escuro me envolve sorrateiro
E o pânico é semeado em meu peito
Quando tu o farias passageiro.

Quero teu riso fácil,
Esquecer-me do destino imprevisível
Nas ondas do teu olhar grácil.




Jejels, 06/12/2015.

Nenhum comentário: