quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Improviso no parque

Teu sorriso se abre para mim
Como a porta do universo,
Como um verso complexo
Que estende no céu
O véu de estrelas que à noite cobre
Minh'alma que se abre e morre
Nesse mistério do universo infinito
Que passa por essa porta que é o seu sorriso.


Jejels, 10/12/2015.

Nenhum comentário: