sábado, 1 de outubro de 2016

Primeiro de Outubro

Acordo de manhã pensando em que horas fostes dormir. Procuro por um boa noite ausente e imagino um semblante tranquilo a dormir. O dia longo arrastou-se o quanto pôde, absorvendo minhas energias a ritmo rápido e crescente. Uns chocolates para não baixar tanto os ânimos, uma música pra ocupar a cabeça. 
É primeiro de Outubro e o sol parece tão preguiçoso para levantar quanto eu. Mas os dois teremos que subir hora ou outra. Tomo mais um café da manhã sozinha e até a geleia lembra o teu sorriso. Um sorriso que tanto amo, no qual penso todos os dias. Volto à cama e não há sinal dos teus olhos. Talvez eles estejam descansando em uma branca nuvem do céu, confortável e com textura de uma consciência tranquila de dever cumprido. Depois de uns bons sorrisos e conversas com agradáveis companhias, imagino teus cabelos macios e escuros. Imagino o quanto tenham crescido nos útlimos dias e como seria enrolá-los em meus dedos mais uma vez. Imagino o formado em que teus lábios se abrem em um sorriso, o quanto teus dentes aparecem a quem os vê... e desejo ser esses olhos com a sorte de receber essa imagem. 
Mais um dia me chama a sair. Caminharemos pelo caminho mais curto por causa do atraso. E logo estarei imaginando se você já acordou porque são 12h12... mas ainda sem nenhuma certeza.


Jejels, 01/10/2016.

Nenhum comentário: