segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Letagria

Se o mundo poda minhas asas
Recém nascidas, inquietas asas...
Se o amor que tenho se acomoda
Antes tão pulsante, vermelho, vivo...
Que me sobra então
A letargia de uma interminável descrença.


Jejels, 27/07/2016.

domingo, 28 de agosto de 2016

Retorno em agosto

Ah, minha Brasília cartesiana
Dos ipês em flor...
Não há como esquecer-te
Onde quer que eu for.


Jejels, 24/08/2016.

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

O Rio

Não posso trazer o Rio
O Pão de Açúcar, o mar ou o Cristo.
Não posso trazer o Rio
Os Arcos da Lapa, a música, o ritmo.
Não posso trazer o Rio
Ipanema, Copacabana, o Parque Olímpico.

Não posso trazer o Rio.
Mas trago meu sorriso nos olhos,
Da espera longa, meu coração desgastado
Tem pra te oferecer meu mais sincero abraço.


Jejels, 21/08/2016.

Sem título

Frustração.
Frustra
Ação.


Jejels, 15/07/2016.