sexta-feira, 28 de abril de 2017

O salto do peixe beta

O peixe beta
De seu aquário transparente
Espia ansiosamente
A janela aberta.

Aquário prisão,
Mas ainda salvação
Da morte em quatro horas
Caso saltasse para o lado de fora.

Chora o peixe beta
Um choro amargo
Sonhando em ser pássaro,
Sabendo da morte incerta.

E pensa se seriam suas lágrimas
A razão da amargura
De sua água já escura,
Tristeza tão íntima.

Cansou-se de apenas sonhar
E decidiu por fim, saltar...
Como asas não tinha,
Caiu à beira da escrivaninha.

E por lá ficou, de olhos fechados
Duas horas de arrependimento,
Duas horas de cansaço
Murmurando seu tormento.

Mas em seus últimos minutos delirantes,
Viu à janela um pássaro radiante
E seu coração já quase desfalecido
Bateu feliz uma última vez pelo sonho dormido.



Jejels, 28/04/2017.

Nenhum comentário: